22
Jun 08

Estilo:
Hard Rock/Blues, Folk Rock

Data de lançamento:
--/--/1971

Tamanho:
50 mb

Tracklist:
24 mb

Disc 1:
01. Choker - Eric Clapton with Jimmy Page
02. Snake Drive - Eric Clapton
03. Draggin' My Tail - Eric Clapton with Jimmy Page
04. Steelin' - The Allstars featuring Jeff Beck
05. Freight Loader - Eric Clapton with Jimmy Page

Disc 2:
01. West Coast Idea - Eric Clapton
02. L.A. Breakdown - The Allstars featuring Jimmy Page
03. Down in the Boots - The Allstars featuring Jimmy Page
04. Chuckles - The Allstars featuring Jeff Beck
05. Tribute to Elmore - Eric Clapton

Download




Estilo:
Hard Rock/Blues, Folk Rock

Data de lançamento
--/--/1987

Tamanho:
30 mb

Tracklist:
01. Lucifer Rising Pt 1
02. Lucifer Rising Pt 2
03. Outtakes

Download




Estilo:
Hard Rock/Heavy-Blues/Folk Rock

Data de lançamento:
--/--/1976

Tamanho:

Disc 1:
01. Rock and Roll
02. Celebration Day
03. The Song Remains the Same
04. The Rain Song
05. Dazed and Confused

Disc 2:
01. No Quarter
02. Stairway To Heaven
03. Moby Dick
04. Whole Lotta Love

Download




Estilo:
Hard Rock/Blues, Folk Rock

Data de lançamento:
--/--/1982

Tamanho:
34 mb

Tracklist:
01. Who's to Blame
02. The Chase
03. City Sirens
04. Jam Sandwich
05. Carole's Theme
06. The Release
07. Hotel Rats and Photostats
08. A Shadow in the City
09. Jill's Theme
10. Prelude
11. Big Band, Sax and Violence
12. Hypnotizing Ways (Oh Mamma)

Download




Estilo:
Hard Rock/Blues, Folk Rock

Data de lançamento:
--/--/1984

Tamanho:
17 mb

Tracklist:
01. I Get a Thrill
02. Sea of Love
03. I Got a Woman
04. Young Boy Blues
05. Rockin' at Midnight

Download




Estilo:
Hard Rock/Blues, Folk Rock

Data de lançamento:
--/--/1984

Tamanho:
41 mb

Tracklist:
01. Lovin’ Up A Storm
02. Everything I Do Is Wrong
03. Think It Over
04. Boll Weevil Song
05. Livin’ Lovin’ Wreck
06. One Long Kiss
07. Dixie Fried
08. Down The Line
09. Fabulous
10. Breathless
11. Rave On
12. Lonely Weekend
13. Burn Up
14. Everyday

Download




Estilo:
Hard Rock/Blues, Folk Rock

Data de lançamento:
--/--/1988

Tamanho:
36 mb

Tracklist:
01. Wasting My Time
02. Wanna Make Love
03. Writes of Winter
04. The Only One
05. Liquid Mercury
06. Hummingbird
07. Emerald Eyes
08. Prison Blues
09. Blues Anthem (If I Cannot Have Your Love...)

Download




Estilo:
Hard Rock/Blues, Folk Rock

Data de lançamento:
--/--/1993

Tamanho:
56 mb

Tracklist:
01 Shake My Tree
02 Waiting On You
03 Take Me For A Little While
04 Pride and Joy
05 Over Now
06 Feeling Hot
07 Easy Does It
08 Take A Look At Yourself
09 Don't Leave Me This Way
10 Absolution Blues
11 Whisper A Prayer For The Dying

Download




Estilo:
Hard Rock/Blues, Folk Rock

Data de lançamento:
--/--/1994

Tamanho:
73 mb

Tracklist:
01. Nobody's Fault but Mine
02. Thank You
03. No Quarter
04. Friends
05. Yallah
06. City Don't Cry
07. ince I've Been Loving You
08. The Battle of Evermore
09. Wonderful One
10. That's the Way
11. Gallows Pole
12. Four Sticks
13. Kashmir

Download




Estilo:
Hard Rock/Blues, Folk Rock

Data de lançamento:
--/--/1995

Tamanho:
112 mb

Tracklist:
01. Introduction
02. Thank You
03. Bring It On Home
04. Ramble On
05. Shake My Tree
06. Lullaby
07. No Quarter
08. Gallows Pole
09. Hurdy Gurdy/Nobody’s Fault But Mine
10. Hey Hey What Can I Do
11. The Song Remains the Same
12. Since I’ve Been Loving You
13. Friends
14. Calling to You/Break on Through/Dazed and Confused/Calling to You
15. Four Sticks
16. In the Evening
17. Black Dog
18. Kashmir

Download (Parte 1)
Download (Parte 2)




Estilo:
Hard Rock/Blues, Folk Rock

Data de lançamento:
--/--/1998

Tamanho:
55 mb

Tracklist:
01. Shining in the Light
02. When the World Was Young
03. Upon a Golden Horse
04. Blue Train
05. Please Read the Letter
06. Most High
07. Heart in Your Hand
08. Walking into Clarksdale
09. urning Up
10. When I Was a Child
11. House of Love
12. Sons of Freedom

Download




Estilo:
Hard Rock/Blues, Folk Rock

Data de lançamento:
--/--/2000

Tamanho:
102 mb

Tracklist:

Disc 1:
01. Celebration Day
02. Custard Pie
03. Sick Again
04. What Is and What Should Never Be
05. Woke up This Morning
06. Shapes of Things
07. Sloppy Drunk
08. Ten Years Gone
09. In My Time of Dying
10. Your Time Is Gonna Come

Disc 2:
01. The Lemon Song
02. Nobody's Fault But Mine
03. Heartbreaker
04. Hey Hey What Can I Do
05. Mellow Down Easy
06. Oh Well
07. Shake Your Moneymaker
08. You Shook Me
09. Out on the Tiles
10. Whole Lotta Love

Download (Disc 1)
Download (Disc 2)
publicado por wlasol às 11:48


Zé Ramalho em 1974, durante o lançamento do álbum "Paêbiru", Recife / PE“

“A primeira vez que o Brasil ouviu Zé Ramalho da Paraíba
foi na voz de Vanusa, que gravou a canção Avohay em seu disco "Vanusa - 30 Anos", em 1977, pela Som Livre. Um ano após, já sem o 'Paraíba", Zé Ramalho ganhou as paradas nacionais com sua enigmática e encantadora mistura sonora. Antes disso, noi entanto, tão fantástica quanto suas letras, a história de Zé Ramalho registra a gravação de um disco que ficou perdido nos escaninhos do tempo.
Trata-se do raríssimo álbum duplo "Paêbirú", creditado a Lula Cortês e Zé Ramalho, gravado entre os meses de outubro e dezembro de 1974, na gravadora Rozemblit, em Recife (PE). Com eles, estão Paulo Rafael, Robertinho de Recife, Geraldo Azevedo e Alceu Valença, entre outros. Na época, Lula Cortês tinha em seu currículo o álbum "Satwa" (1973), que trazia canções com título como "Alegro Piradíssimo", "Blues do Cachorro Louco" e "Valsa dos Cogumelos". Zé Ramalho, já tocando com Alceu Valença, tinha em sua bagagem a experiência de grupos de Jovem Guarda e beatlemania, como Os Quatro Loucos, o mais importante de todo o Nordeste.
Clássico do pós-tropicalismo, com (over)doses de psicodelia, o álbum trazia seus quatro lados dedicados aos elementos "água, terra, fogo e ar".
Nesse clima, rolam canções como o medley "Trilha de Sumé/Culto à Terra/Bailado das Muscarias", com seus13 minutos de violas, flautas, baixão pesado, guitarras, rabecas, pianos, sopros, chocalhos e vocais "árabes", ou a curta e ultra-psicodélica "Raga dos Raios", com uma fuzz-guitar ensandecida. E, destaque do álbum, a obra-prima "Nas Paredes da Pedra Encantada, Os segredos Talhados Por Sumé" (regravada por Jorge Cabeleira, com participação de Zé Ramalho), com seu baixo sacado de Goin' Home dos Rolling Stones sustentando os mais pirados 7 minutos do que se pode chamar de psicodelia brasileira.
O disco por si só é uma lenda, mas ficou mais interessante ainda pelas situações que envolveram a sua gravação. A gravadora Rozenblit ficava na beira do rio Capiberibe, e o disco, depois de gravado, foi levado por uma das enchentes que assolavam a região. Conta a lenda que sobraram apenas umas trezentas cópias do disco, hoje nas mãos de poucos e felizardos colecionadores, muitas das quais no exterior, onde foram parar a preço de ouro. Contando com a co-produção do grupo multimídia Abrakadabra, o disco trazia um rico encarte, que também sucumbiu ao aguaceiro.
"Paêbirú", que quer dizer "o caminho do sol" (para os incas), poderia ser o primeiro de uma série de raridades a ganhar a luz do dia, para ocupar uma fatia de mercado que, se pequena comercialmente, é fundamental para a preservação da cultura musical brasileira.”

Texto de Fernando Rosa, originalmente publicado na revista Showbizz.


Nas Paredes da Pedra Encantada, os segredos talhados por Sumé
(rock-alucinógeno)
(Marcelo - Zé Ramalho - Lula Côrtes)

Quando as tiras do véu do pensamento
Desembocam-se bem no meu espaço
Adquirem poderes quando eu passo
Pela terra: Solar dos Cariris

Há uma velha estranha que me diz
Que o vento se esconde no sopé
Que o fogo é escravo de Pajé
E que a água ia ser cristalizada

Nas paredes da pedra encantada
Os segredos talhados do Sumé

Um cacique de pele colorida
Conquistou docemente o firmamento
Num cavalo voou no esquecimento
Nos saberes eternos de druidas

Pela terra cavou sua jazida
Com as tábuas da Arca de Noé
Como lendas que vem do Abaeté
E com a espada de luz enfeitiçada

Nas paredes da pedra encantada
Os segredos talhados do Sumé
..

Zé Ramalho (José Ramalho Neto) - 3.10.49, 7h - Brejo da Cruz, PB - 6s21, 37w30.

-Sol em Libra em conjunção a Mercúrio e Netuno.
-Sol e Mercúrio em quadratura a Urano.

"Declamador, messiânico, místico, esotérico.
Estilo inconfundível, que mistura repentes com tambores marroquinos e Sitar."

-Lua em Aquário em trígono com Urano.

"Sempre contemporâneo, seu público é eclético. Com os amigos Geraldo Azevedo, Alceu Valença e Robertinho do Recife, fizeram a ponte entre as raízes do interior nordestino e os mistérios do Oriente (álbum Paêbiru) que mistura Acordeon, jarros e ritmo hindu."

-Saturno em Virgem (sem aspectos).
-Júpiter em Capricórnio em sextil a Vênus.

Cavalgando trovões enfurecidos
Toma o raio lutando com plutão
Nas estrelas cometas do sertão
Que foi um palco de mouros enlouquecidos

Um altar para deuses esquecidos
Construiu sem temer a lúcifer
No oceano banhou-se na maré
E nas montanhas devorou a madrugada

Nas paredes da pedra encantada
Os segredos talhados do Sumé

Sacrifique o porteiro inocente
E entre os seios da mãe d´água sertaneja
Numa peleja de violas que deseja
Que o sol se derrube lentamente

Que a noite se perca de repente
Num dolente fiado de guiné
Nos cabelos da ninfa: Salomé
E nos espelhos de tez enluarada

Nas paredes da pedra encantada
Os segredos talhados do Sumé

(Zé ramalho & Lula Côrtes)
Faixa 6, transcrita por Hélder Guido



Paêbirú (1974)

1 Trilha de Sumé (Zé Ramalho - Lula Côrtes)
• Culto à terra (Lula Côrtes - Zé Ramalho)
• Bailado das muscarias (Lula Côrtes - Zé Ramalho)
(Lula utiliza neste álbum um instrumento que lembra cítara chamado Tricórdio,
o qual ele havia trazido do Marrocos na época)
2 Harpa dos ares (Geraldo Azevedo - Zé Ramalho - Lula Côrtes)
3 Não existe molhado igual ao pranto (Zé Ramalho - Lula Côrtes)
4 OMM (Zé Ramalho - Lula Côrtes)
5 Raga dos raios (Zé Ramalho - Lula Côrtes)
6 Nas paredes da pedra encantada, os segredos talhados por Sumé
(Marcelo - Zé Ramalho - Lula Côrtes)
7 Maracas de fogo (Zé Ramalho - Lula Côrtes)
8 Louvação à Iemanjá • Regato da montanha (Zé Ramalho - Lula Côrtes)
9 Beira mar (Zé Ramalho - Lula Côrtes)
10 Pedra templo animal (Zé Ramalho - Lula Côrtes)
11 Sumé (Zé Ramalho - Lula Côrtes)

Download

“O LP 'No Sub Reino dos Metazoários', de Marconi Notaro, é dos expoentes da cena psicodélica nordestina. Lançado em 1973, enquadra-se na linha de obras como os discos de Lula Côrtes & Lailson - 'Paebirú' e 'Satwa', clássicos da psicodelia nacional.
Ultra-psicodélico em alguns momentos, o disco abre com o samba 'Desmantelado' (composto por Notari em 1968, "nos áureos tempos do Teatro Popular do Nordeste), com o regional formado por Notari, Robertinho de Recife, Zé Ramalho e Lula, entre outros. A segunda faixa, 'Ah Vida Ávida', com 'Notaro jogando água na cacimba de Itamaracá', mais Lula na 'cítara popular' e Zé Ramalho na viola indicam o que vem a seguir, um misto de alucinada psicodelia com pinceladas da mais singela música popular, como o frevinho 'Fidelidade' (... "permaneço fiel às minhas origens, filho de Deus, sobrinho de Satã" ...).
O momento mais radical disco álbum é a quinta faixa, 'Made in PB', parceria de Notaro com Zé Ramalho, um rockaço clássico, destacando a guitarra distorcida de Robertinho de Recife e efeitos de eco. As músicas 'Antropológicas 1' e 'Antropológica 2', como a maioria das outras canções, são improvisos de estúdio, reunindo os músicos já citados, com ótimo resultado sonoro e poético.
Com produção do pessoal do grupo multimídia de Lula Côrtes e sua mulher Kátia Mesel, o disco foi gravado nos estúdio da TV Universitária de Recife e da gravadora Rozenblit, também na capital pernambucana. A capa é um desenho de Lula Côrtes, tão chapado esteticamente quanto o som que o tosco papelão embalava, com uma foto de Marconi Notaro no centro, com o rosto dividido entre a capa frontal e a contracapa.
O álbum, infelizmente, como a maioria do catálogo da Rozenblit permanece inédito, esperando uma cuidada reedição oficial. O LP original é praticamente impossível de ser encontrado, mas uma ótima cópia em CDr já circula no universo de colecionadores. “

Texto de Fernando Rosa, publicado no site Senhor F.
..

Made in PB
(Zé Ramalho)

Quando eu vim aqui
Senti uma vontade chorada
Danada de me chegar
Demonstrei o som
Numa sincopada chorada
Danada de executar
Todo mundo ouviu um rock pesado, chorado, danado
Made in PB
Parece um forró
Mas eu lhe afirmo, ciente, descrente do meu amor
Que ele é curtição de couro de bode
Quem pode sacode tudo no chão
Quem ainda não curtiu o rock sem bode
Quem pode se explode
Made in PB
Saltando de lado, catando tostão
Eu tiro da viola tanta distorção
Gastando o sapato no chão do terreiro
A vila curtiu o meu rock brejeiro
A benção, meu senhor, que eu já vou embora, embora
Lá fora tá de queimar
Sele o alazão, beije minha testa
Detesto de testa ter que jogar
Bota no pilão o gosto do rock
Não soque, não toque
Made in PB


No Sub Reino dos Metazoários (1973)

1. Desmantelado
(Marconi Notaro)
2. Ah Vida Ávida
(Marconi Notaro)
3. Fidelidade
(Marconi Notaro)
4. Maracatú
(Marconi Notaro)
5. Made In PB
(Marconi Notaro / Zé Ramalho)
6. Antropológica
(Marconi Notaro)
7. Antropológica II
(Marconi Notaro)
8. Sinfonia Em Ré
(Marconi Notaro)
9. Não Tenho Imaginação Pra Mudar de Mulher
(Marconi Notaro)
10. Ode a Satwa
(Marconi Notaro)

Download

creditos lagrima psicodelica
publicado por wlasol às 10:33
tags:





Por Elen Cristina (elencristin@ibest.com.br)



Blackmore's Night, banda de música renascentista com pitadas de rock, formada pelo guitarrista Ritchie Blackmore (Deep Purple, Rainbow) que além da guitarra, violão e mandolim, na banda ele também toca hurdy gurdy (um instrumento medieval) percurssão renascentista e tambourim e pela sua companheira Candice Night, nos vocais, shaws, rauchpfife, pennywhistle e chanters.

Tem também como músicos Lady Nancy e Lady Madeline (Sisters of the Moon) dividindo os backing vocals, Bard David of Larchmont (tocando piano, orgão, harpsichord, acordeão e pipe organ), Squire Malcolm como percussionista e Sir Robert of Normandy, um multi-instrumentista atuando especialmente como baixista.

A banda foi formada em 1997 apenas como um projeto do guitarrista e sua companheira, com o seu primeiro álbum Shadow Of The Moon, que contou com a presença do flautista Ian Anderson numa de suas faixas, este teve uma boa repercursão. Excursionaram especialmente pela Europa, tocando em lugares com ambientes medievais, como os castelos europeus. Nos quais até os fãs os assistem vestidos a caráter: lords, pricesas, camponesas e até bobos da côrte.

Com a boa repercursão do primeiro álbum, lançam em 1999 o Under A Violet Moon. E continuam sua tour de menestréis pelos Castelos da Europa e pelos EUA. No ano de 2000 eles lançam o seu terceiro álbum, Fires At Midnight e excrusionaram especialmente pela Inglaterra, Scandinávia, Rússia e toda Europa.

Seu primeiro ábum ao vivo é lançado em 2003, o Past Times With Good Company, um ábum duplo com músicas dos shows da Fires at Midnight tour, gravados em Groningen, Holanda e Nova Iorque.

Neste mesmo ano é lançado seu quarto álbum, Ghost Of A Rose, no qual Candice Night se apresenta com um amadurecimento maior em composições e voz.

O ano de 2004 foi marcado pelo lançamente de uma coletânea com músicas românticas, o álbum Beyond The Sunset - The Romantic Collection, este também contém 3 canções natalinas; "Christmas Eve", "Emmanuel" e "We Three Kings". Eles excursionaram pela Europa, Ucrania, Turquia, Russia e Japão. Beyond The Sunset - The Romantic Collection, ganha em 2005 o prémio de Melhor New Age Vocal do Ano! Enquanto a canção "Loreley" é escolhida como tema de um reality show na Alemanha, chamado Die Burg, onde os participantes foram colocados para viver como na época medieval.

O ano de 2005 é marcado pela primeira vez em que Blackmore's Night faz uma turnê na costa oeste dos Estados Unidos, o ano continua com o lançamento de seu primeiro DVD, Castles & Dreams, que chega na Europa em Maio e para Brasil, EUA, Canadá e Japão no final de Setembro.

Village Lanterne é o álbum da banda que sai em meados de Junho de 2006. Este é o mais maduro trabalho musical do grupo, com as mais belas composições e arranjos, com maior entrosamento.



Richard The Difficult [2003]
Th

icult 25-05-2003RiRichard The Difficult 25-05-2003


1.Cartouche 04:15

2.Play Minstrel Play 04:33

3.Under A Violet Moon 05:30

4.Minstrel Hall 03:47

5.Past Times With Good Company 07:39

6.Soldier Of Fortune 03:59

7.Durch Den Wald Zum Bachhaus 03:33

8.Ghost Of A Rose 07:33

9.Mr. Peagram S Morris And Sword 03:01

10.16Th Century Greensleeves 05:48

11.Queen For A Day05:30

12.Diamons And Rust 04:47

13.Fires At Midnight 08:57

14.Renaissance Faire 04:48

15.I Still Remember You 06:16

16.Home Again 05:42

17.Village On The Sand 07:11

18.All For One 06:44

19.The Clock Ticks On 07:20

20.Difficult To Cure 01:39

21.Self Portrait 01:54

22.Chopin Revolutionary 01:24

23.Writing On The Wall Burn 06:15

24.Black Night 02:18

25.Now Then



DOWNLOAD PART 1

DOWNLOAD PART 2

DOWNLOAD PART 3



Blackmore's Night - Under a Violet Moon 1999



1. Under A Violet Moon *

2. Castles And Dreams *

3. Past Time With Good Company *

4. Morning Star *

5. Avalon *

6. Possum Goes To Prague *

7. Wind In The Willows *





8. Gone With The Wind *

9. Beyond The Sunset *

10. March The Heroes Home *

11. Spanish Nights (I Remember It Well) *

12. Catherine Howard's Fate *

13. Fool's Gold *

14. Durch Den Wald Zum Bach Haus *

15. Now And Then *

16. Self Portrait *


Past Times With Good Company 2002



D I S C O 1:


1. Shadow Of The Moon

2. Play Minstrel Play

3. Minstrel Hall (Instrumental) *

4. Past Time With Good Company *

5. Fires At Midnight *

6. Under A Violet Moon *

7. Soldier Of Fortune *


D I S C O 2:


1. 16th Century Greensleeves *

2. Beyond The Sunset (Instrumental) *

3. Morning Star *

4. Home Again *

5. Renaissance Faire

6. I Still Remember *

7. Durch Den Wald Zum Bachhaus (Instrumental... *

8. Writing On The Wall

9. Fires At Midnight *

10. Mid Winter's Night *
DOWNLOAD PART 2



Blackmore's Night - Ghost Of A Rose -2003


1. Way To Mandalay *

2. 3 Black Crows

3. Diamonds And Rust *

4. Cartouche *

5. Queen For A Day (Part 1) *

6. Queen For A Day (Part 2) *

7. Ivory Tower *

8. Nur Eine Minute *

9. Ghost Of A Rose *

10. Mr. Peagram's Morris And Sword *

11. Loreley *

12. Where Are We Going From Here *

13. Rainbow Blues *

14. All For One *

15. Dandelion Wine



Blackmore's Night - Beyond The Sunset 2004



1. Once In A Million Years *

2. Be Mine Tonight

3. Wish You Were Here *

4. Waiting Just For You *

5. Durch Den Wald Zum Bach Haus *

6. Ghost Of A Rose *

7. Spirit Of The Sea *

8. I Still Remember *

9. Castles And Dreams *

10. Beyond The Sunset *

11. Again Someday

12. Diamonds And Rust *

13. Now And Then *

14. All Because Of You *



DOWNLOAD



BlackMore's Night - Ministrels and Ballads 2001



1. Times They Are A-Changin' *

2. Spirit Of The Sea *

3. Fool's Gold *

4. Again Someday

5. Fayre Thee Well *

6. Greensleeves *

7. Wish You Were Here *

8. Mid-Winter's Night *

9. Catherine Howard's Fate *

10. Durch Den Wald Zum Bach Haus *

11. Be Mine Tonight

12. Ocean Gypsy

13. Benzai-Ten *

14. Now And Then



DOWNLOAD



by :http://www.blackmoresnight.com/
publicado por wlasol às 10:28
tags:

clapton.jpg

Eric Patrick Clapton nasceu no dia 30/04/1945 na Inlaterra. Ganhou sua primeira guitarra aos 13 anos e se interessou pelo Blues americano de artistas como Robert Johnson e Muddy Watters.
Foi convidado pelo guitarrista Tom McGuiness para formar sua primeira banda, o “The Roosters”. O grupo fez algumas apresentações em 1963, tocando ao redor de Richmond, e após isso, os dois se juntam ao “The Engineers”, que também não foi muito longe.
O reconhecimento de Clapton só começou quando entrou no “Yardbirds”, banda inglesa de grande influência que teve o mérito de reunir três dos maiores guitarristas de todos os tempos em sua formação: Eric Clapton, Jeff Beck e Jimmy Page.
Apesar do sucesso que o grupo fazia, Clapton não admitia abandonar o Blues e, em sua opinião, o Yardbirds estava seguindo uma direção muito pop. Sai do grupo em 1965, quando John Mayall convida-o a juntar-se à sua banda, os “Bluesbreakers”.
Gravam o álbum “Bluesbreaker”, mas o relacionamento com Mayall não era dos melhores e Clapton deixa o grupo pouco tempo depois. Em 1966, forma o “Cream” com o baixista Jack Bruce e o baterista Ginger Baker.
Com a gravação de 3 álbuns (“Fresh Cream”, “Disraeli Gears”, e “Wheels Of Fire”) e muitos shows em terras norte americanas, o Cream atingiu enorme sucesso e Eric Clapton já era tido como um dos melhores guitarristas da história. A banda se separa no fim de 1968 com mais brigas e discussões entre os integrantes.
Forma o “Blind Faith” com Steve Winwood, Ginger Baker e Rick Grech, que durou só um disco e não foi muito bem sucedido. Clapton e George Harrison gravam os solos de “While My guitar Gently Sleeps”, do álbum branco dos Beatles, e iniciam um triângulo amoroso com a mulher de Harrison.
Um álbum ao vivo da turnê com Delaney & Bonnie é lançado em 1970 e no mesmo ano saiu o primeiro álbum solo do guitarrista. Juntamente com dissidentes da banda forma o “Derek and The Dominos”, com quem lançou um de seus maiores sucessos,“Layla”, uma declaração explícita à esposa de George Harrison. Participou ainda da banda de Duane Allman (que mais tarde fundaria os Allman Brothers).
Problemas pessoais e conflitos emocionais no início da década de 70 levaram Clapton a se afundar cada vez mais no vício em heroína e álcool. O guitarrista fica vários anos longe na mídia, tentando se recuperar em clínicas para dependentes químicos.
Em 1974, Clapton volta com o reggae “I Shot The Sheriff”, tornando-se o responsável pelo lançamento de Bob Marley nas paradas de todo o mundo. Inicia assim uma boa fase musical que rendeu também o clássico “Cocaine”, em 1978. Durante a década de 80 a aceitação por parte do público foi crescente. Em 1990 Clapton ganhou seu primeiro Grammy com a música “Bad Love”.
No ano de 1991, o filho Conor, de 4 anos, nascido de um relacionamento extra-conjugal, caiu do apartamento onde morava com a mãe e faleceu. Esse triste episódio foi registrado na canção “Tears In Heaven” que o guitarrista dedicou ao filho. A música, além de expressar toda a tristeza de Clapton, tornou-se o maior sucesso de toda a sua carreira e teria seu lançamento no álbum “Unplugged”.
O disco acústico foi um sucesso absoluto e ganhou dezenas de prêmios, inclusive 6 Grammys. “Unplugged” marcou ainda uma volta de Clapton às suas raízes de blues, que teria seqüência com o álbum “From The Craddle”, apenas de canções tradicionais, num tributo aos clássicos o influenciaram.
Em 1998, Clapton lançou “Pilgrim”, o primeiro álbum com material inédito em nove anos. Nesse álbum, Clapton fala sobre todos os dramas pessoais como a falta do pai, a morte do filho querido, os vícios e o amor perdido, além de revelar um profundo amadurecimento como cantor.
Em 2000, juntou-se a B.B. King para o lançamento de “Riding whit the King”, álbum muito bem recebido por todos. No ano seguinte, lança o diversificado “Reptile”. A turnê desse disco passou pelo Brasil, nas cidades de Porto Alegre, Rio de Janeiro e São Paulo, onde Clapton tocou no estádio do Pacaembu.
Aproveitando a boa fase, grava um álbum ao vivo e, em 2004, coloca nas lojas “Me and Mr. Johnson”, que traz versões de músicas de Robert Johnson. Em 2005 lança “Back Home” e, no ao seguinte, “Road To Escondido”, este em parceria com JJ Cale.Fonte : territorio.terra.com.br

Tears In Heaven Lágrimas no Céu
Would you know my name
If I saw you in heaven?
Would it be the same
If I saw you in heaven?
I must be strong and carry on
‘Cause I know I don’t belong
here in heaven

Would you hold my hand
If I saw you in heaven?
Would you help me stand
If I saw you in heaven?
I’ll find my way through night and day
‘Cause I know I just can’t stay
here in heaven

Time can bring you down
time can bend your knees
Time can break you heart
have you begging please Begging please
Beyond the door there’s peace I’m sure
And I know there’ll be no more
tears in heaven.
Você saberia meu nome
se eu te visse no céu?
Seria como antes
se eu te visse no céu?
Eu preciso ser forte e continuar
Porque eu sei que não pertenço
ao céu

Você seguraria minha mão
se eu te visse no céu?
Você me ajudaria a suportar
se eu te visse no céu?
Eu encontrarei um jeito, com o passar do tempo
Porque eu sei que não posso ficar
aqui no céu

O tempo pode te abater
pode dobrar seus joelhos
O tempo pode partir seu coração
fazer você suplicar
Do outro lado da porta há paz, eu tenho certeza
E eu sei que não haverão mais
lágrimas no céu

Orchestra Night


publicado por wlasol às 10:22
tags:

No final de 1993, o guitarrista Joe Satriani entra no Deep Purple, onde fica pouco tempo, como substituto de Ritchie Blackmore que tinha abandonado a banda durante a turnê no Japão.

Download
Deep Purple.part1
Size: 95.78 MB

Download
Deep Purple.part2
Size: 28.25 MB

Componentes:
- Ian Gillan, vocals
- Joe Satriani, lead guitar
- Rodger Glover, bass guitar
- John Lord, keyboards and
- Ian Paice, drums

Disco 1:
01. Introduction
02. Highway Star
03. Ramshackle Man
04. Black Night
05. Maybe I'm A Leo
06. A Twist In The Tale
07. Perfect Strangers
08. Pictures Of Home
09. Knocking At Your Backdoor
10. Anyone's Daughter
11. Child In Time

Disco 2:
01. Anya
02. The Battle Rages On
03. When A Blind Man Cries
04. Lazy (incl. Drum Solo)
05. Space Truckin'
06. Woman From Tokyo
07. Paint It Black - Space Truckin' Continued
08. Hush
09. Speed King
10. Smoke On The Water

Password / Senha: lagrimapsicodelica

publicado por wlasol às 10:21
tags:


Neil Percival Kenneth Robert Ragland Young, mais conhecido por Neil Young (12 de novembro de 1945) é um músico e compositor de origem canadense, que fez sua carreira nos Estados Unidos. Conhecido por sua voz anasalada e suas letras pungentes, Young é uma lenda do rock americano, mas seu estilo musical transita entre o folk e o country rock, alternando com álbuns mais "pesados" em que algumas músicas se aproximam do hard rock, com guitarras "sujas" e longos solos improvisados com muita distorção. Seus shows são verdadeiras celebrações de rock usualmente acompanhado da banda Crazy Horse, que o acompanha desde o início da carreira. Neil Young nasceu em Toronto, no Canadá, mas ainda jovem, devido a separação dos pais, mudou-se para Winnipeg, capital da provincia de Manitoba, localizada na região central do Canadá. Começou sua carreira tocando no circuito folk/rock local. Em 1965 resolve voltar para Toronto, onde em 1966 se junta a banda The Mynah Birds, gravando alguns compactos. Após isso, mudou-se para Los Angeles e juntamente com Stephen Stills, formou o Buffalo Springfield, uma banda de folk-rock inovadora, mas que na época teve apenas uma relativa repercussão (seu trabalho só foi de fato reconhecido mais tarde). Quando o grupo acabou em 1968, Young partiu para a carreira solo. De seus álbuns iniciais, "Everybody Knows this is nowhere"(69) e o essencial "After the Gold Rush"(70) foram aclamados pela crítica, ao mesmo tempo em que aceitou participar do Crosby, Stills & Nash, como membro efetivo. Acrescido de Young no nome, o quarteto fez muito sucesso nos anos 69/70, principalmente o álbum "Deja Vu". Após uma turne americana, separaram-se amigavelmente e Neil Young voltaria ocasionalmente a gravar com os ex-companheiros. O espetacular sucesso comercial de "Harvest"(72), torna Young um "superstar" do folk-rock, mas a morte de dois amigos seus neste mesmo ano,o guitarrista Danny Whytten e o roadie Bruce Berry o colocam numa longa fase depressiva, em que envolve-se com drogas e álcool, acabando por influenciar seu trabalho. Os álbuns gravados neste período são marcados por temas como a morte, a solidão, a loucura, as drogas, trazendo um som mais áspero, cru e pesado, que o afastam do grande público e descontentam a crítica. Esta fase em parte é rompida com "Zuma"(75) e um retorno ao folk e ao country-rock, principalmente em "Comes a time"(78), um celebrado álbum embasado no country. Influenciado pelo impacto cultural do punk, Neil Young lança "Rust never sleeps"(79), uma elegia ao espírito do rock'roll, seguido de "Rust live", talvez seu melhor álbum ao vivo. Nos anos 80, Neil Young desenvolveu uma carreira errática, gravando álbuns de rockabilly, clássicos do country(Old Ways, de 1984), blues, não se fixando numa linha de atuação. O álbum Freedom(1989) o recoloca em evidência, depois de um período de obscuridade e marca uma retomada bem-sucedida da carreira, que se mantém até hoje.




DOWNLOAD

creditos lagrima psicodelica
publicado por wlasol às 10:14
tags:

Traffic foi uma banda de rock de Birmingham, Inglaterra, formada no início de 1967 por Steve Winwood, Jim Capaldi, Chris Wood e Dave Mason. O som distinto da banda, suas gravações inovadoras e a escrita compartilhada de letras influenciaram vários outros grupos de rock progressivo no final da década de 1960 e início da década de 1970.


1967 Mr Fantasy

DOWNLOAD

1968 Traffic

DOWNLOAD


1969 - The Perfumed Garden




1969 The Best Of

DOWNLOAD


1970 John Barleycorn Must Die DOWNLOAD


1971 Welcome To The Canteen


DOWNLOAD

1971The Low Spark Of High Heeled Boys
DOWNLOAD

1973 Shoot Out At The Fantasy Factory


DOWNLOAD


1974 Traffic On The Road
DOWNLOAD PART 1


DOWNLOAD PART 2

1974 When The Eagle Flies

DOWNLOAD

1991 - Smiling Phases


DOWNLOAD PART 1

DOWNLOAD PART 2


1994 Far From Home
publicado por wlasol às 10:13
tags:

Image and video hosting by TinyPic



Em 1990, foi lançado o LP "O Terço" pela gravadora Eldorado; a qual tem uma nítida influência do hard rock. Entre as faixas contém as versões de "Metamorfose Ambulante" de Raul Seixas e "Hey Joe".

Formação:

- Sérgio Hinds / guitarra, vocais
- Geraldo Vieira / baixo, voz
- Flávio Pimenta / bateria


O Terço (1990)

Image and video hosting by TinyPic

01. Última Geração
02. Alienígena
03. Metamorfose Ambulante
04. Prisioneiro
05. Tudo Muito Simples
06. Sonho
07. Hey Joe
08. Rap
09. Liquidação
10. Girando Lâmpada

publicado por wlasol às 10:11
tags:

Junho 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
13
14

20




Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
arquivos
mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO